Home / OPINIÃO / A importância da saúde financeira do seu negócio
Carina Meireles
Carina Meireles, especialista em finanças pessoais (Foto: Divulgação)

A importância da saúde financeira do seu negócio

Por: Carina Meireles, especialista em finanças pessoais

Cada vez mais, é importante que as empresas saibam como gerir as suas finanças, para que a saúde financeira seja tratada com o máximo de cuidado e também precaver situações futuras como as que vivemos desta pandemia, que ainda está com as suas repercussões.

Para muitas empresas o mais fácil é recorrer à banca, o que nem sempre é o mais rentável e adequado. Sim, pode ser o impulso que é necessário naquela altura, mas que se bem planeado, se calhar poderia ser gerido de outra forma.

Para o ajudar a melhorar a sua saúde financeira, aqui ficam algumas dicas:

Faça um diagnóstico personalizado à sua empresa

Sabe como estão os custos da sua empresa, a faturação no tempo, o fluxo de caixa? Estar por dentro de tudo, não significa ter que controlar tudo diariamente, porque seria impossível. Nas pequenas empresas a orientação deve ser no sentido de ter uma visão 360º do seu negócio como um todo, para saber dar respostas quando necessário, nas médias e grandes empresas uma das coisas mais importantes a fazer é delegar, mas não perdendo o rumo do seu negócio. Não deixe de acompanhar o seu negócio, porque mesmo delegando, o acompanhamento deve sempre existir.

Perceba como é que o mercado olha para o seu negócio

É muito importante estar atento ao mercado, para fazer crescer o seu negócio, mas também perceber o que o mercado diz sobre o seu negócio, de forma a se adaptar rapidamente com soluções rentáveis e eficientes para o crescimento sustentável da sua empresa, com soluções mais adequadas ao que verdadeiramente precisa (exemplo: soluções de renting).

Acompanhe com regularidade os custos da empresa

É importante receber, mas também perceber onde gasta o seu dinheiro, e quanto tempo irá demora a recuperar esse mesmo gasto. É um gasto importante para a empresa a curto ou longo prazo? Que valores tenho previsto gastar? O que vai abarcar? Poderei vir a gastar mais do que o previsto? São estas e outras perguntas que deve fazer quando falamos em custos. Está com demasiado stock na empresa? Esta é uma pergunta que está diretamente ligada com o processo de venda e que pode impactar a sua produtividade e crescimento sustentável. Devemos ter em atenção todos os custos que os nossos produtos têm que ter para atingir o mercado, com uma correta gestão das despesas.

Por isso é que é importante organizar a casa, não só a nossa principal, mas a nossa segunda casa, o nosso negócio, para que possamos aprender mais, o quão importante é termos as nossas finanças organizadas, para que seja possível uma melhoria dos custos e maior centralização nas operações rentáveis para a empresa no presente e no futuro.