Home / MERCADO / Economia / AHRESP alerta para a redução de 30% de postos de trabalho na restauração
AHRESP turismo alojamento restauração INE Lisboa
AHRESP pede apoios para manter postos de trabalhos (Foto: Pixabay)

AHRESP alerta para a redução de 30% de postos de trabalho na restauração

Segundo os dados recolhidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), foram contabilizados, no final do primeiro trimestre do ano, cerca de menos 102 mil postos no setor da restauração, similares e alojamento turístico. A AHRESP, perante estes números, apela à necessidade de manutenção dos postos de trabalho.

Os últimos dados recolhidos pelo INE demostram que o setor da restauração, similares e alojamento turístico, no final do primeiro trimestre de 2021, apresentava “um total de 221 400 postos de trabalho, o que significa que face ao período homólogo houve uma redução de 31,4%.

Mediante os resultados, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) apela para a necessidade do “reforço e continuidade dos apoios a fundo perdido às empresas das nossas atividades”, salientando ser preciso manter os postos de trabalho.

Em comunicado, a AHRESP garante que “sem estes apoios continuaremos a assistir a uma destruição massiva de emprego e de empresas”. Ainda assim, a Associação chama a atenção para facto destes apoios terem que ser “adequados à estrutura empresarial”, sobretudo porque no setor existem, maioritariamente, empresas de “micro dimensão (mais de 95%)”.

Mesmo com o desconfinamento que incentiva ao “início da retoma na restauração e no alojamento”, as organizações ligadas à restauração e ao turismo continuam numa situação crítica resultante “de um ano com enormes prejuízos”.

Por essa razão, e como presente em comunicado, a AHRESP afirma que “devem, assim, ser enviados todos os esforços para se evitarem perdas sociais gravíssimas”.