Home / MERCADO / Economia / Arrendamento duplica com queda de 9,4% nas rendas
Arrendamento queda rendas
Dados relativos ao imobiliário foram analisados com recurso a Inteligência Artificial (Foto: Pixabay)

Arrendamento duplica com queda de 9,4% nas rendas

De acordo com a análise global do mercado imobiliário nacional da Casafari, a oferta de arrendamento em Portugal apresentou uma subida nos primeiros três meses do ano, em termos homólogos, com uma queda do preço médio das rendas em cerca de 9,4%. Os imóveis para venda também aumentaram a sua oferta, tendo sido registado um aumento de 17,4% no preço médio das vendas.

A principal plataforma tecnológica de dados imobiliários da Europa, a Casafari, apresentou um relatório de análise do mercado imobiliário, relativo ao primeiro trimestre deste ano, que registou um aumento na oferta de arrendamento e uma respetiva queda de 9,4% nas rendas.

De acordo com os dados, que destacam os distritos de Lisboa, Porto e Faro, é possível verificar uma tendência de aumento de vendas imobiliárias (subida de 87,8%), apresentando também um crescimento de 17,4% nos preços de venda face ao período homólogo.

Excetuando Viseu, com uma quebra de 0,88%, todos os distritos portugueses apresentaram um aumento dos preços médios na análise da venda de imóveis, com destaque para Braga, que registou a maior subida (18,6%). Ainda assim, Lisboa continua a ser o distrito com o preço médio de vendas mais elevado, situando-se agora em cerca de 353 mil euros.

Quanto ao arrendamento, verifica-se um aumento de 101,1% nos imóveis disponíveis face ao período homólogo, num valor de cerca de 20,3% face ao trimestre anterior ao analisado.

Com todos os distritos portugueses a verificarem este aumento, a crise no turismo parece ter conduzido a uma diminuição no preço das rendas, com o preço médio a situar-se em 842 euros.

Aqui, a análise destaca o distrito de Beja como aquele que apresentou um maior aumento no preço das rendas (40,4%), com Lisboa, em sentido inverso, a verificar um decréscimo, neste contexto, de 15,5%.

De referir que este estudo é realizado com recurso a inteligência artificial, pela plataforma da Casafari, agregando milhares de informações sobre imóveis disponíveis, para venda ou arrendamento, e os respetivos preços médios, num registo de mais de 8 milhões de propriedades.