Home / Empresas / Indústria portuguesa de calçado criou mais de 340 marcas na última década
exportação de calçado exportações de calçado setor do Calçado português produtividade pme magazine
Foto de arquivo

Indústria portuguesa de calçado criou mais de 340 marcas na última década

A indústria portuguesa de calçado criou mais de 340 marcas ao longo da última década, oito delas no primeiro semestre de 2016.

 

Os números são do Gabinete de Apoio à Promoção da Propriedade Industrial (GAPI) do Centro Tecnológico do Calçado em Portugal.

“A criação de novas marcas é a tradução prática de uma prioridade do setor definida no FOOTure2020 – Plano Estratégico do Cluster de Calçado”, refere a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS), citando os dados.

A associação adianta que os dados mostram a imagem pretendida de “uma indústria jovem, moderna, voltada para o futuro, que alia a tradição às tecnologias de ponta e o ‘saber-fazer ao melhor design de sempre”.

“As empresas devem ser auxiliadas no desenvolvimento de campanhas de imagem e planos de comunicação personalizados, na contratação de agências de comunicação, na participação em ‘showrooms’ no exterior, entre outros. Devem igualmente ser auxiliadas na melhoria da sua imagem interna que é determinante na relação com os compradores que as visitam. Em alguns casos, a criação de marcas próprias será o culminar destas ações”, defende a APICCAPS.

Tendo em conta esta estratégia, o empresário e criados de sapatos Luís Onofre apresenta na próxima edição da feira internacional de calçado de Milão (MICAM), em Itália, uma linha exclusiva de calçado masculino, que chegará às lojas em 2017.

Ainda nesta edição da MICAM, a estilista portuguesa Fátima Lopes irá estriar-se em mostras internacionais de calçado.

A feira de Milão decorre entre 3 e 6 de setembro.