Home / MERCADO / Economia / Desemprego aumentou 14,8% em outubro
desemprego desempregados taxa de desemprego recibos verdes despedimentos coletivos postos de trabalho iefp desemprego desempregados pme magazine
Foto de arquivo (Foto: D. R.)

Desemprego aumentou 14,8% em outubro

O número de pessoas em situação de desemprego aumentou 14,8% em outubro de 2020, em comparação com o mesmo mês do ano anterior, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Já em novembro, a taxa aumentou 8% em termos homólogos, segundo dados provisórios do INE.

Ainda segundo os mesmos dados, em outubro, estima-se que houvesse 387 mil pessoas no desemprego em Portugal e cerca de 375 mil pessoas em novembro. Destes últimos, 80 mil são jovens com menos de 25 anos.

“O impacto da pandemia, decorrente das restrições à mobilidade e disponibilidade e dos apoios concedidos, continua a influenciar o comportamento do mercado de trabalho”, alerta o INE.

O instituto lembra, ainda, que as restrições à livre circulação de pessoas tiveram impacto na classificação de pessoas segundo a Condição Perante o Trabalho no Inquérito ao Emprego.

“Pessoas anteriormente classificadas como desempregadas e pessoas que efetivamente perderam o seu emprego foram (corretamente, do ponto de vista estatístico) classificadas como inativas caso não tenham feito uma procura ativa de emprego, devido às restrições à mobilidade, à redução ou mesmo interrupção dos canais normais de informação sobre ofertas de trabalho em consequência do encerramento parcial ou mesmo total de uma proporção muito significativa de empresas”, refere o INE, acrescentando que “também a não disponibilidade para começar a trabalhar na semana de referência ou nos 15 dias seguintes, caso tivessem encontrado um emprego, levou à inclusão na população inativa”.