Home / Tecnologia / ECONOMIA / Dormidas em alojamento turístico disparam em novembro
turismo
Proveitos totais no turismo disparam (Foto de arquivo)

Dormidas em alojamento turístico disparam em novembro

Os dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), esta sexta-feira, mostram que houve um aumento que ronda os 40% nas dormidas totais em relação ao mesmo período de 2020, mas comparativamente a 2019, as dormidas decresceram praticamente 48%.

Nos 11 meses de 2021, os alojamentos turísticos receberam mais de 13,4 milhões de hóspedes (+34,4% em relação a 2020). Já o ano de 2019 contou com mais de 25,5 milhões de hóspedes. Mais de metade dos hóspedes em habitações turísticas, no ano de 2021, eram portugueses, 7,9 milhões.

Sobre as dormidas entre janeiro e novembro de 2021, os alojamentos receberam 34,8 milhões de pessoas, mais 40,4%, quando comparado com o período homólogo, mas se comparar 2021 com 2019, as dormidas diminuíram 47,7%.

Até novembro de 2021, grande parte das dormidas foi de portugueses (17,6 milhões), um aumento de 36% face a 2020. Segundo o INE, “entre janeiro e novembro de 2021, as dormidas de residentes representaram 50,7% do total, significativamente acima da quota verificada em 2019 (29,8% do total)”.

Houve uma subida de 56,4% até novembro de 2021 em relação aos proveitos totais, o que representa mais 2,1 milhões de euros. Contudo, quando comparados os mesmos 11 meses de 2021, com os de 2019, houve uma diminuição dos proveitos (-46,8%).

“Entre janeiro e novembro de 2021, a evolução dos proveitos foi positiva nos três segmentos de alojamento. Na hotelaria, os proveitos totais e de aposento aumentaram 56,5% e 58,3%, respetivamente (peso de 85,8% e 84,1% no total do alojamento turístico, pela mesma ordem). Considerando as mesmas variáveis, os estabelecimentos de alojamento local (quotas de 8,5% e 10,0%) apresentaram subidas de 57,8% e 62,2%, e o turismo no espaço rural e de habitação (representatividade de 5,7% e 5,9%) registou aumentos de 53,8% e 48,2%”, avança o INE.

Na Madeira, os alojamentos de turismo receberam mais de 1,4 milhões de hóspedes, uma subida de 265,5% face a novembro de 2020 (398 mil hóspedes). Em novembro de 2021, houve mais ocupação por parte dos estrangeiros (749 mil) em relação aos residentes (707 mil) em Portugal.

De acordo com os dados, em todas as regiões houve aumentos das dormidas, com ênfase para a área metropolitana de Lisboa (31,4%), Algarve (18,5%), Norte (17,6%) e a Região Autónoma da Madeira (14,4%).

Em relação aos proveitos totais, em novembro de 2021, os mesmos cresceram 211,6 milhões de euros, mais 355,8% que em novembro de 2020.