Home / Tecnologia / ECONOMIA / Entidades do Norte formam aliança para criar novos produtos de saúde
RicardoMachado-presidenteDTxColab produtos de saúde
Ricardo Machado, presidente do DTx (Foto: Divulgação)

Entidades do Norte formam aliança para criar novos produtos de saúde

DTx, CEiiA, 4LifeLab, Centro de Computação Gráfica, DONE Lab, Pólo de Inovação em Engenharia de Polímeros, Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde e Centro Clínico Académico assinaram, na passada quinta-feira, em Guimarães, um memorando de entendimento para a formalização da Tech Alliance, uma rede colaborativa cujo objetivo é criar novos produtos na área da saúde.

Em comunicado, a nova Tech Alliance refere que, numa primeira fase, este projeto será liderado pelo DTx – Laboratório Colaborativo em Transformação Digital, em articulação com os restantes parceiros.

“Esta aliança será um contributo das oito entidades para o reforço da competitividade da região Norte na conceção e industrialização de produtos e serviços tecnologicamente inovadores baseados em competências multidisciplinares comprometidas com a complexidade inerente aos desafios da emergência, ubiquidade e digitalização da sociedade atual”, afirmou Ricardo Machado, presidente do DTx e vice-reitor da Universidade do Minho, citado no comunicado.

O documento acrescenta que esta aliança será operacionalizada “através de projetos conjuntos que cruzam as agendas de I&D e de inovação dos laboratórios colaborativos, baseada na complementaridade das oito entidades que a compõe”.

“A rede colaborativa pretende afirmar internacionalmente a região Norte como geradora de novos produtos e serviços tecnologicamente avançados fomentando uma indústria de nova geração e com forte impacto na sociedade, surgindo como uma resposta assertiva aos desafios associados à recuperação económica do país”, refere o comunicado.

“O principal desafio é de como vão conseguir identificar os componentes que faltam nos nossos conceitos tecnológicos e institucional para fazer face a pôr produtos de ponta no mercado, inclusive a nível internacional”, salientou Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, presente na cerimónia.