Home / Tecnologia / ECONOMIA / IEFP lança Programa Qualificação para a Internacionalização
Programa Qualificação para a Internacionalização
Primeira ação de formação do Programa Qualificação para a Internacionalização (Foto: Pexels)

IEFP lança Programa Qualificação para a Internacionalização

Em parceria com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e com a Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP), o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) lançou, esta segunda-feiria,  a primeira ação de formação do Programa Qualificação para a Internacionalização.

O programa visa o desenvolvimento em Portugal das micro, pequenas e médias empresas (PME) por meio do reforço de competências profissionais dos seus trabalhadores.

Primeiramente, visa potenciar a sua empregabilidade, promovendo a integração de desempregados nas empresas e contribuindo para prevenir o risco de desemprego, no caso de ativos empregados, e simultaneamente aumentar o seu contributo para o sucesso do processo de internacionalização da entidade empregadora.

Além disso, pretende aumentar a oferta de recursos humanos qualificados no mercado de trabalho nos domínios da internacionalização e comércio internacional, assim como adequar a formação profissional às necessidades do mercado de trabalho.

Pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, inscritas no IEFP como desempregadas que detenham uma habitação de nível secundário ou superior, que não tenham concluído o ano terminal do ciclo formativo de nível secundário ou que estejam a realizar processos de reconhecimento, validação e certificação de competências (RVCC) de nível secundário, são elegíveis para o programa, refere o Governo em comunicado.

A iniciativa também se destina a ativos empregados com idade igual ou superior a 18 anos que se encontrem numa das situações acima referidas e que as entidades empregadoras entendam que devem beneficiar desta formação para apoiar os processos de internacionalização, ou os que se encontrem em risco de desemprego, ou os que, a título individual, pretendam incrementar as suas próprias qualificações em domínios da internacionalização e comércio internacional.