Home / MERCADO / ECONOMIA / Inflação faz salários médios por trabalhador diminuir 4,6%
Inflação faz salários médios por trabalhador diminuir
Esta diminuição dos salários médios abrange 4,4 milhões de postos de trabalho (Foto: Unsplash)

Inflação faz salários médios por trabalhador diminuir 4,6%

Por: Diana Mendonça

A remuneração bruta total mensal média por trabalhador diminuiu 4,6%, no segundo trimestre do ano, em termos reais, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Esta diminuição dos salários teve por base o valor de variação da inflação no mês de julho (9,1%).

No segundo trimestre do ano, a remuneração bruta total mensal média por trabalhador aumentou 3,1%, em relação ao período homólogo, passando para 1439 euros. A componente base (1069 euros) e a componente regular (1139 euros) desta remuneração aumentou 2,5%.

Contudo, em termos reais, e tendo em conta a inflação, esta remuneração bruta total média diminuiu 4,6%. Já a componente regular e a componente base diminuíram 5,1%.

Esta diminuição dos salários médios abrange 4,4 milhões de postos de trabalho, correspondentes a beneficiários da Segurança Social e a subscritores da Caixa Geral de Aposentações.

Face a junho de 2021, os maiores aumentos de remuneração registados este ano  ocorreram nas atividades de eletricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio (21,2%), nas empresas de um a quatro trabalhadores (6,5%), no setor privado (4,4%) e nas empresas de serviços de alta tecnologia com forte intensidade de conhecimento (6,1%).

Quanto aos aumentos mais baixos registados face a junho de 2021, destacou-se a Administração Pública e Defesa, Segurança Social Obrigatória (0,1%), as empresas com 250 a 499 trabalhadores (0,1%), o setor das Administrações Públicas (1,4%) e as empresas de outros serviços com forte intensidade de conhecimento (1,3%).