Home / OPINIÃO / Microsoft 365 para PME
teresa virgínia microsoft 365 pme magazine
Teresa Virgínia, diretora de Modern Workplace da Microsoft Portugal (Foto: Microsoft Portugal)

Microsoft 365 para PME

Por: Teresa Virgínia, diretora da unidade de negócio de Modern Workplace da Microsoft Portugal

São Pequenas e Médias Empresas (PME), mas os desafios são grandes e complexos. É com base nesse pressuposto que as respostas às soluções que acreditamos que têm de estar acessíveis a esta audiência são críticas. É isso mesmo que o Microsoft 365 Business procura endereçar. Com soluções na cloud já com Inteligência Artificial incorporada nas aplicações Office, a Microsoft procura capacitar as PME para fazerem mais e melhor, permitir uma colaboração mais rápida, simples e segura, de forma a revigorar o trabalho em equipa e aumentar a produtividade, garantindo que os colaboradores das PME se sentem produtivos, onde quer que estejam e a partir de qualquer dispositivo.

Tendo estudado profundamente as necessidades das PME, identificámos as seguintes questões como sendo as mais relevantes em termos tecnológicos:

  • Manter a tecnologia atualizada: é difícil acompanhar as mudanças na tecnologia, assim como constantemente necessitar de atualizar os sistemas. Qualquer renovação requer tempo, dinheiro e esforço, o que pode impactar no negócio – por isso, é  necessário que a tecnologia seja ágil e esteja sempre atualizada;
  • Força de trabalho móvel: Segundo um estudo feito pela Yougov, cerca de 71% dos colaboradores em PME admitem usar os seus dispositivos móveis para aceder a material de trabalho. Ir ao encontro de uma força de trabalho móvel e distribuída a nível geográfico exige funcionalidades de colaboração que vão além de um só dispositivo e, acima de tudo, que ofereçam a segurança exigível;
  • Proteger dados sensíveis: 53% das PME recolhem informação sensível, como o NIF por exemplo, e uma em cada cinco PME recolhem dados bancários. É crucial ter tecnologia que proteja as transmissões intencionais (ou acidentais) de dados que podem colocar as PME em não conformidade com RGPD ou ameaçar o seu negócio;
  • Ameaças cibernéticas e esquemas de phishing: 72% das PME acreditam que a sua empresa é muito vulnerável a ser vítima de um ciberataque. É essencial que as PME tenham tecnologia preparada para evitar ataques de phishing e ramsomware.

 

Leia o artigo na íntegra na edição de julho da PME Magazine.