Home / MERCADO / Economia / Ministro das Finanças defende aumento do salário mínimo
salário mínimo joão leão ministro das finanças
João Leão, ministro das Finanças (Foto: Governo de Portugal)

Ministro das Finanças defende aumento do salário mínimo

O ministro das Finanças, João Leão, defendeu o aumento do salário mínimo nacional no próximo ano, após uma negociação com a Concertação Social.

“A nossa intenção é, no próximo ano prosseguir com o diálogo que tem de ser feito na Concertação Social, com o aumento do salário mínimo e que haja um aumento com significado”, disse João Leão, em entrevista à RTP3.

Atualmente, o salário mínimo é de 635 euros, mas o Governo defende que “deve haver margem” para aumentar este valor.

Quanto à função pública, o ministro adiantou que, em 2021, haverá uma subida superior a 2% nos salários devido às progressões e à recuperação do tempo de serviço dos professores e das carreiras especiais.

Quanto à economia, João Leão disse que “houve sinais de recuperação” no terceiro trimestre, mas alertou que o “pior ainda não passou” no que toca ao desemprego, esperando-se que esta taxa ronde os 9 ou 10%.

Em relação ao quarto trimestre, o governante alertou que pode não ser “tão bom” como previsto pelo Governo.

Em relação às negociações com os partidos sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2021, o ministro disse estarem a “correr bastante bem”.