Home / Destaques / “Projetos Mobilizadores” com investimento de 77 milhões
Foto: Divulgação

“Projetos Mobilizadores” com investimento de 77 milhões

Por: Mariana Barros Cardoso

Um investimento público de 77 milhões de euros para “Projetos Mobilizadores” dinamizam a inovação colaborativa em cadeias de valor que são prioritárias para a economia nacional em diferentes áreas.

Foram submetidas 26 candidaturas para novos “Projetos Mobilizadores” que envolveram 518 entidades promotoras e cerca de 211,7 milhões de euros em investimento, que esperam ser requeridos incentivos no valor de 134,8 mil milhões de euros. Mais de 54% das entidades que participaram são empresas sendo que 44% das mesmas são Pequenas e Médias Empresas. Entidades do Ensino Superior com uma percentagem de participação de 20,7%, 18,5% por Centros de Interface e 1,4% são Laboratórios Colaborativos.

17 das 26 candidaturas submetidas visam criar soluções na área das Tecnologias de Informação e Comunicação, o que demonstra que a relação entre entidades de investigação científica e tecnológica e as empresas está cada vez mais próxima, sendo que 12 indicam mesmo esta como a sua principal área de atuação.

Com 11 e 8 candidaturas estão as áreas de Tecnologia dos Materiais e da Automação e Robótica, respetivamente. As outras duas áreas tecnológicas de maior incidência são a Eletrónica e Instrumentação e a Energia, com 7 e 6 candidaturas cada. Do total de investimento necessário para desenvolver os 26 projetos candidatos, mais de metade (117,6 milhões de euros, correspondentes a 55,6%) localiza-se no norte do país. Cerca de 23,5% destinam-se ao desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos no centro de Portugal, 17,5% em Lisboa e os restantes 3,4% no sul.

As candidaturas destinam-se ao desenvolvimento de novos produtos, serviços e processos realmente impactantes nas cadeias de valor de setores prioritários para a economia.  A dotação orçamental para a segunda edição desta medida de apoio à I&D colaborativa gerida pela Agência Nacional de Inovação (ANI), cujo prazo de candidaturas terminou a 9 de agosto, é de 77 Milhões de Euros.