Home / OPINIÃO / Reduza os gastos na sua empresa
carina meireles gastos
Carina Meireles, especialista em finanças pessoais (Foto: Divulgação)

Reduza os gastos na sua empresa

Por: Carina Meireles, especialista em finanças pessoais

Todas as empresas devem ter a tesouraria bem gerida, o que muitas vezes não é fácil, porque existem sempre muitas despesas para controlar, sendo necessário um planeamento adequado a cada negócio, para um acompanhamento mais direcionado aos custos mais representativos para a empresa.

Muitos dos custos das empresas podem ser reduzidos com estratégias e medidas muito focadas para a otimização de processos, libertando desta forma recursos para poderem ser utilizados de forma mais rentável, com o objetivo de rentabilizar o negócio.

Quanto mais otimizados estiverem os custos, quanto maior for o controlo dos gastos desnecessários, maior é a propensão do negócio crescer de forma mais sustentada.

A primeira coisa a fazer, em cada negócio, é perceber quais os custos necessários ao desenvolvimento da empresa e os desnecessários que podem criar um impacto desfavorável nos resultados. Por exemplo, a aquisição de matéria-prima para a empresa é um custo necessário e direto, mas custo de uma renda com um escritório pode tornar-se desnecessário, por exemplo, podendo optar por soluções de cowork.

Os custos indiretos, que podem e devem ser analisados mais em detalhe, e com algumas alterações que podem representar vantagens significativas para as empresas. São, por exemplo, os custos com a energia que vai ser necessária num período de tempo para uma linha de produção, onde é necessária uma análise mais criteriosa, de forma a poder melhorar este custo a favor da empresa. Como gastos variáveis pode-se ainda considerar investimentos em publicidade, que não é sempre o mesmo, variando de negócio para negócio.

Nas despesas fixas, temos então as rendas, por exemplo, que podem aqui, dependendo do negócio, ser melhoradas e até mesmo negociadas.

A necessidade de ter bem patente a divisão dos custos e compreensão e adequação dos mesmos à empresa, de acordo com o negócio, as prioridades, etc, é cada vez mais importante.

Negociar os preços com os fornecedores e parceiros pode ser uma das estratégias a considerar para ajudar na redução dos custos, onde esta ligação nas empresas representa uma fatia importante dos mesmos, que deve ser analisada e negociada de forma regular.

Uma solução que pode também ajudar na redução dos custos, passa por criar relações de parceria win-win com financeiras que sirvam de intermediários de negócio com os clientes, reduzindo desta forma o risco, e recebendo mais rapidamente o valor total da fatura, no caso de por exemplo, uma proposta de renting de equipamentos.

Pode ainda ter uma adequada gestão de stocks, para não estar a gastar dinheiro de forma pouco sustentada, originando consequências na rentabilidade do negócio a curto e médio longo prazo, logo, também esta gestão deve ser muito criteriosa e ter o devido acompanhamento para evitar gastos desnecessários.