Home / Empresas / AHRESP e ANEBE no apoio à restauração e alojamento
AHRESP ANEBE apoio restauração alojamento hotelaria
AHRESP e ANEBE apoiam o setor da restauração e do alojamento (Foto: Pixabay)

AHRESP e ANEBE no apoio à restauração e alojamento

A Associação Hoteleira, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) e a Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE) estão a desenvolver uma parceria com o objetivo de promover soluções e iniciativas que apoiem o setor da restauração e alojamento na atual crise pandémica.

Com o objetivo de promover a cadeia de valor do setor de restauração e alojamento, a AHRESP e a ANEBE assinaram um memorando no qual se comprometem a desenvolver soluções e iniciativas de apoio a este setor, tanto a nível nacional como europeu.

Com a atual crise pandémica, as atividades deste setor foram fortemente abaladas, contexto que se torna mais drástico se tivermos em conta que este é um setor de atividade económica que engloba cerca de 400.000 postos de trabalho em Portugal, cerca de 12,5 milhões de trabalhadores se fizermos uma análise a nível europeu.

Desta forma, o acordo entre as duas associações vem no contexto da necessidade de os organismos associativos empresariais trabalharem de forma cooperativa, definindo estratégias com vista à recuperação deste setor que agora se encontra fragilizado. Para isso, um dos pontos-chave passa pelo diálogo com o Governo e outras entidades responsáveis.

Reforçando a importância do papel económico e social que estes setores representam, Ana Jacinto, secretária-geral da AHRESP, afirma que a associação apela a que o “Governo e os organismos associativos empresariais trabalhem em conjunto, de modo a poderem definir estratégias de recuperação da atividade turística”, garantindo-se satisfeita pela resposta da ANEBE a este desafio.

Consciente da necessidade de apoiar esta cadeia de valor, João Vargas, secretário-geral da ANEBE, garante que o compromisso da associação para com estes setores, a nível nacional e europeu, tem vindo a ser desenvolvido “através da spiritsEurope, na criação de uma task-force para definir um plano de recuperação para o setor e para as suas cadeias de valor”.