Home / OPINIÃO / O impacto do teletrabalho nas empresas
poupar dinheiro com a banca impacto do teletrabalho teletrabalho atrasos nos empréstimos carina meireles imobiliário
Carina Meireles, consultora financeira (Foto: Divulgação)

O impacto do teletrabalho nas empresas

Por: Carina Meireles, consultora financeira

Grande parte das empresas ainda continua com alguns ou mesmo todos os colaboradores em teletrabalho.

Estar em teletrabalho, significa estar a trabalhar à distância, que pode ser em casa, ou em espaço de coworking, por exemplo.

As empresas acabam por reduzir os custos com as instalações, energia, água, estando muitas das vezes os colaboradores mais confortáveis a trabalhar em casa, sem ser necessário a deslocação, poupando também eles nos custos.

Muitas empresas consideram este tipo de trabalho interessante e pretendem adotá-lo no futuro, porque permite obter redução de custos, que criam um impacto significativo nos resultados das empresas.

Os trabalhadores também parecem fãs desta nova mudança empresarial, que de certa forma contribui para uma redução em determinadas despesas como, transportes, almoços, etc.

Por outro lado, também ainda é cedo para avaliar o verdadeiro impacto e se o teletrabalho veio para ficar.

Uma coisa é certa, todas as empresas tiveram que se adaptar à mudança, mudança essa a todos os níveis, de forma a poder-se, pelo menos, minimizar certos impactos que em muitas empresas representaram alterações significativas no seu crescimento no mercado.

E como em tudo, existem vantagens e desvantagens com o teletrabalho, algumas delas, com uma já evidente influência no presente, outras num futuro ainda incerto. Uma das vantagens que uma empresa tem é chegar a mercados fora de Portugal e captar recursos humanos externos, de forma a poderem alargar o horizonte e, também com o teletrabalho, os colaboradores acabam por se sentir mais motivados e com maior satisfação com o emprego, por poderem conciliar o trabalho e a família. Também a facilidade de horário flexível poderá ser uma vantagem, que as empresas podem aproveitar para ganhar a seu favor, logo implicará um aumento possível na produtividade.

Uma das vantagens que uma empresa tem é chegar a mercados fora de Portugal e captar recursos humanos externos, de forma a poderem alargar o horizonte

Como desvantagens para as empresas temos o difícil controlo do desempenho, isso também muito fruto do teletrabalho ter aparecido como imposição desta pandemia, mas que ainda pode ser considerado uma vantagem competitiva para as empresas que consigam tirar o melhor partido disso. Também o distanciamento da equipa de trabalho poderá ser uma desvantagem, porque também é um bom influenciador, por exemplo, nas vendas e o estar com pessoas diferentes permite aprendizagens diferentes, muito a favor de algumas empresas.

Todas esta mudanças, vieram impor mercados e empresas cada vez mais competitivos e com a obrigação de adaptação à realidade atual, de forma muito direta e objetiva, facilitando o trabalho para algumas e sendo um potencial incremento no negócio, mas para outras nem sempre.

“Todas esta mudanças, vieram impor mercados e empresas cada vez mais competitivos e com a obrigação de adaptação à realidade atual”

Também este trabalho remoto fez com que as empresas se tivessem de adaptar às tecnologias que já existiam, mas que muitas delas não queriam ver como um potencial de crescimento dos negócios. Muitas foram as organizações que tiveram que criar condições para se adaptarem à mudança, de realidade, de forma de estar e atuar no mercado, definindo estratégias focadas no presente. Algumas arregaçaram as mangas e aproveitaram o teletrabalho para se inovar, para se recriar e olhar para o mercado com outros olhos e,ou faziam isso de uma forma rápida, ou eram ultrapassados pela concorrência e pelo tempo. Tempo? Sim, tempo que não pode parar e que não pára, apesar desta pandemia não ter fim à vista. É fundamental não só as empresas, mas também quem trabalha nelas, ver o teletrabalho como algo positivo para ambas as partes e usufruir dele da melhor maneira, porque assim ganha a empresa e ganha o colaborador.

Podemos então tirar algumas considerações, nomeadamente que esta questão do teletrabalho, mesmo já não existindo perigo de contaminação para a sociedade em geral pelo Coronavírus, que possa ser considerado como uma opção para os colaboradores poderem trabalhar a partir de casa e assim fazer crescer as empresas portuguesas.