Home / Tecnologia / ECONOMIA / Investimento dos vistos gold desce em 2021
vistos gold
Vistos gold têm menos investimento em 2021 (Foto de arquivo)

Investimento dos vistos gold desce em 2021

O investimento nos vistos gold desceu para 460 milhões de euros em 2021, o que comparado com 2020 (646,7 milhões de euros) demonstra uma quebra de 28%, de acordo com as estatísticas divulgadas pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Ao todo, houve 865 beneficiários do visto gold em Portugal, menos 317 em relação a 2020. Antes do período pandémico, este regime conseguiu atrair 1245 cidadãos estrangeiros, que investiram 742 milhões de euros, sendo que o pico máximo do programa foi em 2012, em que foram distribuídos 1526 vistos, o que resultou num investimento de 921 milhões de euros.

Desde o lançamento do programa de Autorização de Residência para Investimento (ARI), comummente designado por visto gold, de outubro de 2012 e até ao fim de 2021, soma-se um investimento no total de 6099 milhões de euros, tendo sido emitidas por esta via 10.254 autorizações de residência, de acordo com as estatísticas do SEF.

Ao todo, foram aprovados 9585 vistos gold, derivados de investimentos mínimos de 500 mil euros na compra de uma casa ou de 350 mil para reabilitação de um imóvel. Já a aquisição de bens e imóveis conta com um total de mais de 5144 milhões e 8576 vistos. A reabilitação urbana recolheu 362,5 milhões de euros e um total de 1009 vistos gold aprovados.

O Estado português, desde o início do programa, conferiu 649 autorizações, o que levou a um investimento de 592,6 milhões de euros. No que diz respeito à criação de novos postos de trabalho é possível contar com 20 autorizações vistos gold.

Os cidadãos chineses foram quem recorreu mais a este programa, que lhes permite viver e trabalhar em Portugal, obtendo 5034 vistos em pouco mais de nove anos, sendo que do Brasil surgiram 1059 vistos, 482 da Turquia, 428 de cidadãos da África do Sul e 424 de cidadãos russos. Outras nacionalidades que também têm aderido são os norte-americanos e os cidadãos do Médio Oriente.

Com a entrada em 2022, houve alterações aos vistos gold, nomeadamente na aquisição de imóveis. O valor do investimento é exatamente o mesmo, sendo que apenas é legitimo para a autorização de residência para investimento na Madeira e Açores e no interior do país.

Relativamente ao valor que é dedicado às transferências de capital aumenta de um milhão de euros para 1,5 milhões, mas apenas se for destinado a instituições de crédito, em valores mobiliários e em instrumentos de dívida pública.

Em relação às transferências para atividades de investigação, participações em fundos de investimento e/ou de capital de risco e constituição de sociedades comerciais, o mínimo pedido aumenta de 350 mil euros para meio milhão de euros.