Home / MERCADO / Economia / Incentivos fiscais à I&D com novos prazos de candidatura
I&D dinheiro investimento incentivos fiscais IRC notas
As candidaturas para os incentivos fiscais à I&D foram prolongadas até 30 de junho de 2021. (Foto: Pexels)

Incentivos fiscais à I&D com novos prazos de candidatura

As empresas com atividade ligadas à investigação e desenvolvimento (I&D) têm mais um mês para recuperar parte desse investimento através da dedução à coleta de IRC. Isto é, as empresas podem submeter a sua candidatura relativa ao ano fiscal de 2020, até ao próximo dia 30 de junho de 2021.

Os prazos para as candidaturas ao Sistema de Incentivos Fiscais à atividade de Investigação e Desenvolvimento Empresarial (SFIDE) foi alargado até dia 30 de junho de 2021. Neste sentido, as empresas com atividades nestas áreas de I&D têm agora mais um mês para recuperar parte desse investimento.

A prorrogação do prazo de submissão das candidaturas “surge no âmbito de vários despachos emitidos com vista a flexibilizar o cumprimento atempado de obrigações fiscais e do importante conjunto de medidas de apoio às famílias e empresas anunciadas pelo Governo para mitigar os efeitos da pandemia da Covid-19”, como se pode ler em comunicado.

A medida foi determinada através de um despacho emitido pelo Ministério da Economia e Transição Digital em conjunto com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e pelo Ministério das Finanças, a 3 de maio de 2021.

De relembrar que o reembolso de parte do investimento permite uma poupança média às PME de cerca de 122 mil euros por ano e, na última década, cerca de 3.574 empresas recuperaram o montante aproximado a 2.147 milhões de euros do investimento em I&D.